25 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Tag: São Paulo

São Paulo receberá 5 milhões de doses de vacina em outubro

São Paulo receberá 5 milhões de doses de vacina em outubro

Brasil
O Instituto Butantan, em São Paulo, vai receber as primeiras 5 milhões de doses da Coronavac, imunização chinesa contra a Covid-19, nos próximos dias. A vacina, produzida pelo laboratório Sinovac, está na fase 3 de testes, a última necessária antes de sua aprovação, mas o governo paulista garantiu a importação de 46 milhões de doses até dezembro, na expectativa de que a vacina funcione. Cerca de 9 mil pessoas no Brasil participaram como voluntários na fase 3 de testes. Os resultados devem ser conhecidos em outubro. "Os testes continuam com os médicos e enfermeiros voluntários em seis estados e, em breve, se tudo correr como planejado, poderemos imunizar milhões de brasileiros. Vacina simboliza a esperança, a certeza de que tudo isso vai passar". João Doria, governador de São Pau
PM pisa no pescoço de uma mulher negra de 51 anos durante abordagem em SP

PM pisa no pescoço de uma mulher negra de 51 anos durante abordagem em SP

Política
Uma reportagem do 'Fantástico' mostrou neste domingo o vídeo do policial militar pisando no pescoço da comerciante para imobilizá-la. Ela foi levada ao hospital, com ferimentos no rosto e a perna quebrada. Viúva, com cinco filhos e dois netos, ela é uma comerciante que vive de um pequeno bar. E foi no trabalho dela que a mulher se tornou vítima desse episódio de violência policial. Os policiais alegaram que foram atacados com uma barra de ferro e que estavam se defendendo. A mulher nega. O governador João Doria declarou que os policiais foram afastados e responderão a inquérito. George Floyd O caso de violência policial é mais um que remete ao acontecido contra George Floyd, americano negro de Minneapolis que foi morto, em 25 de maio de 2020, estrangulado por um policial br
Bia Doria, primeira-dama de SP, diz que “não é correto dar comida ou roupa para moradores de rua”

Bia Doria, primeira-dama de SP, diz que “não é correto dar comida ou roupa para moradores de rua”

Brasil, Vídeos
Em conversa com a socialite Val Marchiori, no Palácio dos Bandeirantes, a primeira-dama de São Paulo, Bia Doria, extrapolou: ela disse que não se deve dar marmita para os moradores de rua. O motivo? Porque eles precisam saber que têm que sair da rua, um local que hoje, segundo ela, é confortável para eles. Isso na cabeça de Bia, que, infelizmente, é presidente do Fundo Social de São Paulo. "As pessoas que estão na rua... Não é correto você chegar lá na rua e dar marmita, porque a pessoa tem que se conscientizar de que ela tem que sair da rua. A rua hoje é um atrativo, a pessoa gosta de ficar na rua". Bia Doria, primera-dama de São Paulo. https://twitter.com/mota97fm/status/1279084889699205120 Claro, após soltar sua ideia privilegiada e quase que hedionda, a primeira-dama afirma
Lava Jato: PF cumpre mandatos de busca contra José Serra por lavagem de dinheiro

Lava Jato: PF cumpre mandatos de busca contra José Serra por lavagem de dinheiro

Brasil
A força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo denunciou o ex-governador José Serra (PSDB) por lavagem de dinheiro e a Polícia Federal faz buscas contra ele em uma nova fase da operação na manhã desta sexta-feira (3) De acordo com a denúncia, o ex-governador de São Paulo usou seu cargo entre 2006 e 2007 para receber da Odebrecht pagamentos indevidos em troca de benefícios relacionados às obras do Rodoanel Sul. Milhões de reais foram pagos pela empreiteira por meio de uma sofisticada rede de empresas no exterior, para que o real beneficiário dos valores não fosse detectado pelos órgãos de controle. Ainda de acordo com a operação, as investigações, conduzidas em desdobramento de outras frentes de trabalho da Lava Jato de São Paulo, demonstraram que Jo
Flávio Bolsonaro acha “exagerado” o número de mortos por Covid-19 e MPF abre investigação

Flávio Bolsonaro acha “exagerado” o número de mortos por Covid-19 e MPF abre investigação

Brasil
Enquanto presidente Jair Bolsonaro e os governadores não entram em um entendimento quando aos decretos de isolamento social, o filho senador Flávio Bolsonaro solicitou e o MPF (Ministério Público Federal) iniciou uma investigação para apurar as mortes por coronavírus em São Paulo. A questão, claro, é política. Exatamente o oposto dos que os Bolsonaro pregam: eles acreditam que há uma "uma supernotificação" de mortes por covid-19 no estado governado por João Doria, desafeto do presidente. A Procuradoria abriu o procedimento a partir de uma representação feita pelo senador Flávio Bolsonaro. Segundo Flávio, os médicos que atuam nas ambulâncias paulistas estão registrando a covid-19 como causa de mortes mesmo sem a realização de exames laboratoriais. O estado mais populoso do Brasil
São Paulo: Metade dos internados com covid-19 estão em UTIs

São Paulo: Metade dos internados com covid-19 estão em UTIs

Brasil, Expresso
Quase a metade dos 2,332 mil pacientes internados com a Covid-19 em São Paulo está hoje em unidades de terapia intensiva (UTI). E os dados apontam para um cenário preocupante, segundo David Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado. Segundo o infectologista, a taxa de ocupação das UTIs em São Paulo já superam 70%. Em alguns hospitais, como o do Hospital Emílio Ribas, já não há mais vagas. Quando não houver mais leitos ou respiradores disponíveis, casos tratáveis vão sucumbir à doença e um cenário de casos, semelhante ao já projetado no Ceará. Que atingirá 100% de ocupação em 5 dias.
Já são 11 no Brasil: São Paulo confirma mais quatro mortes por coronavírus

Já são 11 no Brasil: São Paulo confirma mais quatro mortes por coronavírus

Brasil
A Secretaria Estadual de Saúde confirmou nesta sexta-feira (20) que há nove mortes causadas pelo novo coronavírus no estado de São Paulo. Com o novo balanço, o total de mortes pela doença no país vai a 11. Só nesta sexta-feira (20), foram contabilizadas 4 novos óbitos. Todos os pacientes confirmados tinham problemas de saúde anteriores e foram atendidos em hospitais privados. São três homens (70, 80 e 93 anos) e uma mulher (83 anos). No último balanço, divulgado na quinta (19), a secretaria havia confirmado cinco mortes. Até o momento, São Paulo tem 9.023 casos suspeitos e 345 casos confirmados da doença, incluindo 4 de outros estados e 4 de outros países. Em todo o Brasil, o Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (20) que há 819 infectados em 23 estados e no Distrito Fed
São Paulo confirma a 1ª morte provocada pelo novo coronavírus no Brasil

São Paulo confirma a 1ª morte provocada pelo novo coronavírus no Brasil

Brasil
São Paulo confirmou na manhã desta terça (17) o registro da primeira morte, no Brasil, de uma pessoa infectada pelo Covid-19, o novo coronavírus. A vítima é um homem de 62 anos, que estava internado em um hospital particular. Ele tinha histórico de diabetes, hipertensão e hiperplasia prostática, aumento benigno da próstata, comum em homens mais velhos. Ainda não foi divulgado o local onde o homem morava e nem se ele viajou ao exterior ou se teve contato com alguém contaminado no Brasil. Nesta mesma manhã, o Boletim do Ministério da Saúde confirmava 234 casos confirmados em todo o Brasil. Mas se levar em conta as informações das secretarias de Saúde dos Estados, já são mais de 300 casos causada pelo novo coronavírus.