21 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Tag: Carlos

Folha: Bolsonaros usaram dinheiro vivo para sustentar campanhas eleitorais

Folha: Bolsonaros usaram dinheiro vivo para sustentar campanhas eleitorais

Brasil
O presidente Jair Bolsonaro e seus filhos fizeram doações em dinheiro vivo para alimentar suas campanhas eleitorais de 2008 a 2014. No total, foram injetados R$ 100 mil em espécie, ou R$ 163 mil se corrigidos pela inflação. Eles faziam isso por meio de autodoações em dinheiro vivo e de depósitos em espécie feitos por um membro da família em favor de outro. Em duas candidaturas, a utilização de cédulas foi responsável por cerca de 60% da arrecadação da campanha. O uso frequente de dinheiro vivo no financiamento eleitoral repete hábito da família de pagar contas pessoais e até a quitação de imóveis em espécie, costume atualmente investigado no chamado caso das "rachadinhas" na Assembleia Legislativa do Rio. Transações em espécie não configuram crime, mas podem ter como objetivo
Carlos Bolsonaro nega robôs, mas admite usar perfis do presidente

Carlos Bolsonaro nega robôs, mas admite usar perfis do presidente

Brasil
O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) prestou depoimento à Polícia Federal no inquérito que investiga atos antidemocráticos. E disse não ser "covarde ou canalha a ponto de utilizar robôs e omitir essa informação". O 02 do presidente admitiu, no entanto, que controla a contas pessoais do pai, o presidente Jair Bolsonaro, nas redes sociais. Entretanto, nega participação na política de comunicação do governo federal. Segundo o depoimento, ele tem relação apenas com divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelo governo federal nas contas pessoais do declarante e do seu pai. Questionado pelos policiais, Carlos negou ter produzido ou repassado mensagem ou material como memes, fotografias e vídeos com conteúdo : que tratasse de processos violentos ou ilegais para alt
Bolsonaro cogita vetar ampliação de pena por maus-tratos a animais

Bolsonaro cogita vetar ampliação de pena por maus-tratos a animais

Brasil
Menos de 24 horas após Congresso aprovar a proposta que aumenta a pena para maus-tratos contra cães e gatos, o presidente Jair Bolsonaro disse, em sua live semanal nas redes sociais, que fará uma enquete no Facebook para decidir se vai sancionar a lei. Pelo texto que passou no Legislativo, a pena, que implicava em uma detenção de três meses a um ano, além de multa, passaria reclusão de dois a cinco anos, mais multa e proibição de guarda. Entretanto, o presidente, que achou a punição pesada e uma decisão muito difícil para tomar sozinho: "Vou colocar no meu Facebook o texto da lei, para o pessoal fazer comentários. Só deixo avisado: quem for para a baixaria é banimento. Pode reclamar, a pena é excessiva, é grande, tem que sancionar, tem que vetar. Porque não é fácil tomar uma dec
Senado aprova pena de até cinco anos para maus-tratos contra cães ou gatos

Senado aprova pena de até cinco anos para maus-tratos contra cães ou gatos

Brasil
A repercussão da revelação de Carlos Bolsonaro, que em conversa com os colegas na Câmara Municipal do Rio, em 2019, disse ter jogado uma bomba caseira em um cachorro, seria mais diferente agora. Se o mau-trato contra um animal implicava em uma pena de detenção, de três meses a um ano, e multa, o Plenário do Senado aprovou nesta quinta (9) um projeto para aumentar as penas. Em sessão remota, o PL 1.095/2019, já aprovado na Câmara no final do ano passado, aumenta as penas para maus-tratos a cães e gatos e segue agora para a sanção do presidente Jair Bolsonaro. Pela proposta, a prática de abuso, maus-tratos, ferimento ou mutilação a cães e gatos será punida com pena de reclusão, de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda. O projeto altera a Lei de Crimes Ambient
Pedido de cassação de Carlos Bolsonaro é negado por falta de assinaturas

Pedido de cassação de Carlos Bolsonaro é negado por falta de assinaturas

Expresso, Política
Investigado pela Polícia Federal como um dos principais articuladores do esquema criminoso de fake news, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) teve seu pedido de cassação do mandato protocolado ontem, dia 8, na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. Mas o presidente do Legislativo da capital carioca, Jorge Felippe (DEM) devolveu o processo ao vereador Leonel Brizola (Psol), autor da solicitação, por faltar o número mínimo de assinaturas, que seriam 22. O parlamentar alega que Carlos ignora o decoro parlamentar em suas agressivas manifestações durante as sessões remotas via WhatsApp, onde Bolsonaro ataca parlamentares e cria confusões que atrapalham o proposito do legislativo. Ele ainda lembrou o dia que o filho do presidente sugeriu que Brizola "queima ou cheira", ainda
Site de Fake News perde patrocínios e Governo age para BB manter financiamento

Site de Fake News perde patrocínios e Governo age para BB manter financiamento

Brasil
Alagoas, Brasil e praticamente todo mundo: não há um local livre de fake news, termo que floreia o conceito de pós-verdade: a informação com mentira. Este é um universo complexo, que se aproveita da falta de atenção do indivíduo ou sua necessidade de topar com um "fato" mais fácil de aceitar. Mas ainda assim, é possível categorizar em pelo menos três grupos os tipos de pessoas que praticam este ato criminoso: Fazem pela anarquia: Há quem goste de causar caos ao espalhar mentiras. E estes devem ter um certo prazer em ver muita gente caindo na lorotas que criam. Sejam elaboradas ou não. Fazem pelo dinheiro: Há uma indústria por trás disse. E inventar história acaba atraindo números valoroso para sites de cunho duvidoso, que espalham fake news e ganham muito dinheiro com as vis
‘Quem manda sou eu’: Bolsonaro anuncia recurso contra STF e veto de Ramagem na PF

‘Quem manda sou eu’: Bolsonaro anuncia recurso contra STF e veto de Ramagem na PF

Política
Indo contra a AGU (Advocacia-Geral da União), o presidente Jair Bolsonaro resolveu recorrer da decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes que impediu a posse do delegado Alexandre Ramagem no comando da Polícia Federal. A AGU já havia até divulgado uma nota pública na qual afirmou que não recorreria da suspensão da posse. "É dever da AGU recorrer. Quem manda sou eu e eu quero o Ramagem lá". Jair Bolsonaro, presidente.  Na solenidade no Palácio do Planalto, em que o novo ministro da Justiça fora nomeado e o mesmo deveria acontecer com Ramagem na diretoria-geral da PF, Bolsonaro reiterou que quer o delegado para o cargo. E que isso "brevemente se concretizará". "Eu quero o Ramagem lá. Foi uma ingerência, né? Mas vamos fazer tudo para o Ramagem. Se não
Carlos Bolsonaro é identificado como articulador em esquema criminoso de fake news pela PF

Carlos Bolsonaro é identificado como articulador em esquema criminoso de fake news pela PF

Política
Em inquérito sigiloso conduzido pelo STF (Supremo Tribunal Federal), a PF identificou o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, como um dos articuladores do esquema criminoso de fake news. Um dos quatro delegados que atuam no inquérito é Igor Romário de Paula, que coordenou a Lava Jato em Curitiba quando Sergio Moro, agora ex-ministro da Justiça, ​era o juiz da operação. Maurício Valeixo, diretor da PF demitido por Bolsonaro, foi superintendente da polícia no Paraná no mesmo período e escalado por Moro para o comando da polícia. Dentro da Polícia Federal, não há dúvidas de que Bolsonaro pressionou Valeixo, homem de confiança de Moro, porque tinha ciência de que a corporação havia chegado ao seu filho, chamado por ele de 02 e vereador do Rio de Janeir
Bolsonaro exonera diretor da PF e Moro pode deixar governo já nesta sexta

Bolsonaro exonera diretor da PF e Moro pode deixar governo já nesta sexta

Política
Após a ameaça, a canetada: o presidente Jair Bolsonaro realmente exonerou o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24), um dia após conversa com o ex-juiz da Lava Jato, Sergio Moro, que não gostou da saída de seu homem de confiança. E pediu demissão, tendo que ser persuadido por Bolsonaro e generais da decisão. E também nesta manhã, Moro anunciou que fará um pronunciamento às 11h, no Ministério da Justiça. Moro já foi alertado por aliados, ainda no fim da noite passada (23) de que a saída de Valeixo seria oficializada no Diário Oficial desta madrugada, enquanto ainda negocia com o Palácio do Planalto sua permanência como ministro. Ou seja: Moro, que teria uma vaga no STF garantida por Bolsonaro, já
Ex-ministro de Bolsonaro, Bebianno morre após ataque cardíaco fulminante

Ex-ministro de Bolsonaro, Bebianno morre após ataque cardíaco fulminante

Brasil
O ex-ministro da Secretaria Geral do governo Bolsonaro, Gustavo Bebianno, faleceu na madrugada deste sábado (14). Ele teve um enfarte fulminante em sua casa de campo, em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro. Ele era casado com a também advogada Renata Bebianno e deixa dois filhos. Bebianno estava em seu sítio em Teresópolis junto com um caseiro e um de seus filhos. Por volta de 4h30, ele comunicou ao filho que estava passando mal e se dirigiu ao banheiro para se medicar. Minutos depois, sofreu uma queda e teve ferimentos na cabeça. Bebianno foi levado para uma unidade hospital da cidade, mas não resistiu. Formado em Direito pela PUC-Rio, Bebianno é neto do ex-presidente do Botafogo, Adhemar Bebianno e ingressou na carreira jurídica por meio de um estágio no escritório de