13 de maio de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Flávio Bolsonaro

Flávio Bolsonaro quer o alagoano Humberto Martins no STF em julho

Flávio Bolsonaro quer o alagoano Humberto Martins no STF em julho

Blog, Marcelo Firmino
Ex-presidente da seccional da OAB e em seguida indicado como desembargador para compor o Tribunal de Justiça de Alagoas, Humberto Eustáquio Martins, hoje ministro presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), é a bola da vez no âmbito da família Bolsonaro. Martins caiu nas graças do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) - o homem que responde na justiça por corrupção no caso da "rachadinhas" da Assembleia Legislativa do Rio - e já é o nome mais forte para substituir o ministro Marco Aurélio Mello, no Supremo Tribunal Federal (STF). A mudança no STF deve ocorrer em julho próximo, quando Aurélio Mello, que é primo do senador Fernando Collor, estará se aposentando do judiciário brasileiro. Segundo a colunista Bela Megale, de O Globo, Humberto Martins sofre restrições da ala evang
De onde veio o dinheiro para Flávio Bolsonaro comprar mansão de R$ 6 milhões?

De onde veio o dinheiro para Flávio Bolsonaro comprar mansão de R$ 6 milhões?

Blog, Marcelo Firmino
O filho zero um do presidente Bolsonaro continua sua trajetória da ostentação com dinheiro vivo e bem vivo. A mansão que Flávio Bolsonaro comprou em Brasília deixou em estado de perplexidade os assessores do Planalto. A nova morada do ex patrão de Fabrício Queiroz custou nada mais, nada menos de R$ 6 milhões, nesses tempos de crise e falta de liquidez. Menos para ele. Aliados de Bolsonaro chegaram a criticar a nova aquisição do "Flavinho". A alegação é que o negócio expõe ainda mais a família e o velho caso Queiroz, processo de corrupção envolvendo as famosas "rachadinhas" da Assembleia Legslativa do  Rio de Janeiro. Quem primeiro revelou a compra foi o site "O Antagonista", depois o caso ganhou a mídia nacional e as redes sociais. Agora, o que a oposição quer saber n
Flávio Bolsonaro paga R$ 638 mil em dinheiro por apartamento e não lembra

Flávio Bolsonaro paga R$ 638 mil em dinheiro por apartamento e não lembra

Blog, Marcelo Firmino
O senador Flávio Bolsonaro (republicanos-RJ), filho do presidente Jair, agora parece que sofre de amnésia proposital. Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro apurou, ele comprou 2 apartamentos em Copacabana e pagou por um deles, em 2012, R$ 638 mil em dinheiro vivo. Só que no depoimento ao MP, declarou que não se lembra de ter usado dinheiro em espécie na transação. Para os investigadores não restam dúvidas de que o dinheiro da compra saiu dos cofres da Assembleia Legislativa do Rio, via o esquema de "rachadinha", organizado pelo amigo e assessor Fabrício Queiroz. O chamado caso Queiroz cresce a cada dia e já não surpreende mais o envolvimento do senador e seus familiares no esquema de corrupção, que o ajudou a comprar uma série de imóveis no Rio. Pelas investigações
Justiça atende Flávio Bolsonaro e caso de rachadinha vai para Órgão Especial

Justiça atende Flávio Bolsonaro e caso de rachadinha vai para Órgão Especial

Brasil
Por 2 votos a 1, desembargadores da 3ª Câmara Criminal do TJ-RJ votaram a favor do pedido de Flávio Bolsonaro para que a investigação conduzida pelo MP-RJ sobre o suposto esquema de rachadinha na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) vá para o Órgão Especial do TJ, segunda instância do Tribunal —uma espécie de foro especial. Os desembargadores mantiveram as decisões do juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal do TJ-RJ, mas encaminharam o processo ao Órgão Especial. Aadvogada Luciana Pires, que representa Flávio Bolsonaro, vai irá buscar a anulação de todas as decisões em primeira instância. STF Integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal) começaram a discutir reservadamente se o ministro Gilmar Mendes seria ou não o responsável automático por qualquer recurso que venha
STJ aponta ‘fortes indícios de materialidade e autoria de crimes’ em ação contra Flávio Bolsonaro

STJ aponta ‘fortes indícios de materialidade e autoria de crimes’ em ação contra Flávio Bolsonaro

Justiça
O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) teve negado, pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) um recurso para suspender as investigações contra ele. Na decisão, o juiz decidiu que a quebra de sigilo fiscal e bancário do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro foi autorizada “em decisões judiciais devidamente fundamentadas” e ainda “no amparo de fortes indícios de materialidade e autoria de crimes”. Na última sexta-feira, Fischer rejeitou o pedido da defesa de Flávio, que pretendia parar a investigação. Pela nona vez. A defesa do senador vai recorrer da decisão. “Ao contrário do que o recorrente informa, que a investigação tenha acontecido em face de pessoa politicamente exposta, com vazamento de seus dados fiscais e bancários por cerca de 10
Flávio Bolsonaro divulga vídeo falso do miliciano morto

Flávio Bolsonaro divulga vídeo falso do miliciano morto

Brasil
O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse nesta quarta-feira (19) que o corpo que aparece em vídeo divulgado na terça-feira (18) pelo senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) nas redes sociais não é de Adriano da Nóbrega. "São falsas. Posso garantir que aquilo não é nem do Instituto Médico Legal da Bahia nem do IML do Rio. Não são imagens dele. A imagem do corpo tem uma saída de bala nas costas e as costas dele estão lisas". Rui Costa, governador da Bahia. O ex-capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro foi morto no dia 9 deste mês, no município de Esplanada, na Bahia. Nóbrega era investigado por diversos crimes, e procurado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Ele também era procurado pelo envolvimento nas mortes da verea
Bolsonaro joga o filho Flávio “para as hienas”: ‘Não tenho nada a ver com isso’

Bolsonaro joga o filho Flávio “para as hienas”: ‘Não tenho nada a ver com isso’

Política
O esquema de rachadinhas do senador Flávio Bolsonaro foi um dos alvos da operação o Ministério Público do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (19). E as denúncias são tão graves que nem mesmo seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, ofereceu palavras de apoio. Pelo contrário: resolveu se isolar do filho 01. Jair disse não ter nada a ver com as suspeitas contra o filho e seus ex-assessores, que usaram uma loja de chocolate e imóveis do próprio Flávio como meios para lavagem de dinheiro da suposta "rachadinha", no gabinete dele, na Assembleia Legislativa de 2007 a 2018. A prática da "rachadinha" consiste em coagir servidores a devolver parte do salário para os deputados, mas o presidente não quis rachar nem mesmo suporte. Se ontem ele evitou contato, hoje (19) ele até tentou negar come
Flávio Bolsonaro, Queiroz e suas rachadinhas são alvos do Ministério Público

Flávio Bolsonaro, Queiroz e suas rachadinhas são alvos do Ministério Público

Política
O senador Flávio Bolsonaro (sem partido), o policial militar aposentado Fabrício Queiroz e outros ex-assessores do filho do presidente Jair Bolsonaro foram alvos nesta quarta-feira (18) de uma operação comandada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Entre os 24 alvos da operação que apura suposta lavagem de dinheiro estão parentes de Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro, alguns que moram em Resende (RJ). Foram recolhidos documentos e celulares na casa de alguns dos alvos, mas o Ministério Público não se pronunciou sobre a operação, alegando que o procedimento corre sob sigilo. Flagrado pelo Coaf As buscas e apreensões ocorrem após quase dois anos do início das investigações contra o PM aposentado. A Promotoria fluminense recebeu em janeiro de 2018 relató
STF pode hoje decidir o futuro da investigação sobre Flávio Bolsonaro

STF pode hoje decidir o futuro da investigação sobre Flávio Bolsonaro

Justiça
O STF (Supremo Tribunal Federal) já formou maioria na última semana pela liberação de investigações que tenham usado, sem autorização judicial, dados da Receita Federal. Agora, nesta qurta (4), a expectativa é que os ministros produzam uma tese sobre o assunto e que regulamentem também o uso de informações da UIF (Unidade de Inteligência Financeira), novo nome do Coaf. E a decisão envolve o senador Flávio Bolsonaro (sem partido). Nas sessões anteriores, os 11 ministros já votaram, sendo que 9 defenderam que a Receita não precisa de autorização para o envio de dados ao Ministério Público ou à polícia, no caso de suspeitas de crime. Mas 6 ministros afirmaram que a UIF/Coaf, cujas informações formam parte do inquérito envolvendo Flávio, não eram tema da discussão. Por isso, a tes