23 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Maia

Rodrigo Maia: André do Rap é problema do Judiciário e não da lei

Rodrigo Maia: André do Rap é problema do Judiciário e não da lei

Política
Em entrevista nesta terça-feira à Rádio CNN/Transamérica, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o Congresso não deve discutir a revogação do artigo do Pacote Anticrime que estipulou prazo de 90 dias para revisão de prisão preventiva. De acordo com Rodrigo Maia, a soltura do chefe do tráfico André do Rap, em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), não é um problema da lei, mas do Judiciário e do Ministério Público. “Não acho que a lei seja um problema, muito pelo contrário. O problema é a decisão. Não dá para transferir à lei um problema que é do Judiciário e do Ministério”. Rodrigo Maia. O presidente da Câmara disse que cabe ao Judiciário avaliar e refletir sobre suas decisões. “Tirando este caso, que é muito ruim e gera muita comoção da soci
Rodrigo Maia convida Judiciário a aderir à reforma administrativa

Rodrigo Maia convida Judiciário a aderir à reforma administrativa

Brasil, Vídeos
https://www.youtube.com/watch?v=2BOUSPf8mNo Ao receber nesta quinta-feira (8) uma proposta de agenda legislativa para modernizar o serviço público, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), convidou o Poder Judiciário e o Ministério Público a aderir ao debate da reforma administrativa. “A reforma administrativa tem de ser ampla e impactar os três Poderes. Existem muitas dúvidas jurídicas de tratar de outro poder sem ser por iniciativa própria. Não será bom se não trouxermos o Supremo e o Ministério Público a esse debate. A reforma do Poder Judiciário de 2005 criou uma estrutura nos três Poderes com salários iniciais muito altos, onde as carreiras perderam a importância”. Rodrigo Maia. Os poderes Executivo e Legislativo já apresentaram projetos de reforma administrat
Depois da champanhe, Maia e Guedes esquecem os ‘tapas’ e vão aos beijos

Depois da champanhe, Maia e Guedes esquecem os ‘tapas’ e vão aos beijos

Blog, Marcelo Firmino
O ministro da Economia Paulo Guedes e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, são dois pavões que vivem a medir quem amplia mais a roda da plumagem eriçada. Em nome do poder eles brigaram e, entre ofensas e caras feias, só não falaram na mãe um do outro por que a turma do deixa disso entrou em cena. Os pedidos de desculpas foram  feitos logo que sentaram à mesa na residência do ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), que organizou um jantar para os dois, atendendo solicitação dos senadores Renan Calheiros e Kátia Abreu, ambos do MDB. Lá estava também o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), nesta segunda-feira, 05 de outubro. Após uns goles de champanhe, Rodrigo Maia, que deveria se chamar Narciso, ergueu a bandeira branca dizendo s
Sara se sente abandonada por Bolsonaro e Damares: ‘piroca no meu cu’

Sara se sente abandonada por Bolsonaro e Damares: ‘piroca no meu cu’

Brasil, Vídeos
O abraço do presidente Jair Bolsonaro ao ministro do STF, Dias Toffoli, foi a gota d'água para Sara Giromini. Tida como líder do grupo 300 do Brasil, que realizou protestos questionáveis contra o supremo, à época presidido por Toffoli, caiu no choro nesse final de semana. Após ficar presa alguns dias por causa das manifestações de apoio ao presidente e de ataques a integrantes do Congresso Nacional e do STF, o nome de Sara voltou a circular após ela vazar informações sobre a menina de 10 anos, que engravidou após ser estuprada pelo tio. https://twitter.com/GugaNoblat/status/1312934888392273921 Tudo indica que, financiada por órgãos apoiados pelo Ministério dos Direitos Humanos (e com dinheiro que pode ter vindo de programas de Michelle Bolsonaro), ela inflamou extremistas para ten
Maia chama Guedes de ‘desequilibrado’

Maia chama Guedes de ‘desequilibrado’

Política
Após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmar que Paulo Guedes (Economia) interditou a reforma tributária, o ministro disse nesta quarta-feira (30) que há boatos de que Maia fez um acordo com a esquerda para travar privatizações. A troca de acusações é feita em público. Na terça-feira (29), o presidente da Câmara publicou uma pergunta em suas redes sociais. “Por que Paulo Guedes interditou o debate da reforma tributária?”, escreveu. Menos de 24 horas depois, Guedes respondeu em transmissão ao vivo pela internet, ao comentar os dados do emprego formal. “Privatizações, estamos esperando também. Não há razão para interditar as privatizações. Há boatos de que haveria um acordo do presidente da Câmara com a esquerda para não pautar as privatizações. Nós precisamos retoma
Deputados vão sugerir a Maia votação de seis propostas da pauta ambiental

Deputados vão sugerir a Maia votação de seis propostas da pauta ambiental

Brasil
Em meio às notícias de queimadas e desmatamentos dos biomas brasileiros, deputados querem votar uma pauta ambientalista que dê um recado para a população brasileira e também para o mercado internacional. Pelo menos seis proposições poderão entrar no pacote a ser analisado. As sugestões são de grupo de trabalho criado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para analisar a chamada "pauta verde". Maia é um dos que acreditam que a Casa pode ajudar na recuperação da imagem do Brasil em relação ao meio ambiente. Recentemente, ele reconheceu que nos últimos meses a imagem do País na área ambiental tem sido negativa no exterior, o que tem dificultado o investimento externo. Leia mais: Fumaça do Pantanal se desloca para o Sul do país Queimadas no Pantanal fazem até mesmo Sa
Bolsonaro irrita centrão ao se esquivar da disputa à sucessão de Maia

Bolsonaro irrita centrão ao se esquivar da disputa à sucessão de Maia

Política
Após Rodrigo Maia (DEM-RJ) se antecipar e conquistar o apoio de novos partidos, em movimentação antecipada pela presidência da Câmara, o presidente Jair Bolsonaro decidiu​ evitar gestos que possam influenciar na briga pelo comando da Câmara dos Deputados. A assessores próximos, o presidente disse que, neste momento, passará a acompanhar as articulações políticas como um mero observador. Bolsonaro, porém, não descartou a possibilidade de mudar de posição e apoiar um dos candidatos na véspera do pleito, em fevereiro do ano que vem. O próximo presidente da Casa estará no comando durante o período eleitoral de 2022, quando Bolsonaro deve disputar a reeleição ao Planalto. Até então, o presidente trabalhava de forma discreta para fortalecer o líder do PP, o deputado Arthur Lira (AL), p
Congresso recebe primeira parte da desidratada reforma tributária do governo

Congresso recebe primeira parte da desidratada reforma tributária do governo

Economia
O ministro da Economia, Paulo Guedes, entregou ao Congresso Nacional nesta terça-feira (21) o primeiro texto do governo federal destinado à reforma do sistema tributário. A proposta, entregue após um ano de promessas, institui a Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS), imposto que substituirá o PIS/Pasep e a Cofins. Após pressões do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que é contra a criação da "nova CPMF", o governo resgatou o plano original de enviar ao Congresso uma reforma tributária fatiada. Guedes entregou o projeto em mãos aos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara dos Deputados. Ele será incorporado à tramitação das duas iniciativas que já estão em andamento (PEC 45/2019, da Câmara, e PEC 110/2019, do Senado). No proje
‘Contabilidade Criativa’: Renda Brasil quer usar R$ 8 bi do Fundeb, anualmente

‘Contabilidade Criativa’: Renda Brasil quer usar R$ 8 bi do Fundeb, anualmente

Brasil
O programa social Renda Brasil, proposto pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, quer reforçar seu projeto com até até R$ 8 bilhões por ano fora do teto de gastos para criar um voucher-creche. E essa quantia viria do do Fundeb (fundo para a educação). A questão é que transferir os recursos para que os beneficiários busquem uma creche na rede privada é vista como uma "contabilidade criativa" por economistas. Guedes apresentou a ideia de usar parte desses recursos para bancar um auxílio de R$ 250, nas discussões com o Congresso sobre a ampliação do Fundeb. Este seria um adicional a beneficiários do novo Bolsa Família, batizado de Renda Brasil. Como houve resistência, a exemplo do do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a equipe do presidente Jair Bolsonaro passou a
Guedes é pressionando por Maia, deve fatiar reforma e pode adiar ‘nova CPMF’

Guedes é pressionando por Maia, deve fatiar reforma e pode adiar ‘nova CPMF’

Política
Após pressões do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que é contra a criação da "nova CPMF", o governo resgatou o plano original de enviar ao Congresso uma reforma tributária fatiada. A primeira parte, prometida para a próxima terça-feira (21), deve prever a criação do IVA (Imposto sobre Valor Agregado) federal, em substituição ao PIS e à Cofins. Com isso, a polêmica proposta de criação de um imposto sobre transações digitais, nos moldes da CPMF, ficará para depois. Maia decidiu reabrir os trabalhos da comissão da Câmara sobre a reforma tributária, após o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltar a defender a criação de um imposto similar à CPMF. Contrário à "nova CPMF", Maia afirmou que a proposta não passa no Congresso. Com isso, Guedes recuou e voltou